DOBES Archive

MA_Txipax_dabanan
Maria Alarino conta o mito da moça que tinha como marido uma minhoca. Sua mãe ao descobrir o marido da filha matou-o jogando água fervendo em seu buraco. A filha por perder o marido meteu-se mata adentro chamando onças para virem devorá-la : a onça inu (inu keneya) e a onça suçuarana (txaxu inu) vieram ao seu encontro e ficaram come la. Vendo que estava com sua vagina bichada, eles a curaram e em seguida casaram-se come la, com quem tiveram filhos, porém a sogra-onça comeu seus netos. Com isso, seus filhos-onça resolveram queimar a mãe. Esta avisou que ao ser queimada a classe das onças viria ao seu encontro. Assim dito, ao ser queimada, onças diversas apareceram para vingar-se de seus filhos. Estes foram protegidos por um coelho que os escondeu. Porém a morte da onça-mãe/sogra dois grandes eventos apareceram : a ruptura na comunicação entre os animais, que até entao era inteligivel por todos, e o surgimento de dor/doença. Trata-se de um dos mitos fundamentais da sociedade caxinauá. duração: 14 :30.000
MP_Mananan_hiwea
11 :34.000 Marcelino Piñedo fala da plantação de antigamente, com grandes roçados e tudo o que se plantava. Quando a produção era muito grande, o chefe da aldeia chamava as pessoas para organizar o rito da fertilidade, o katxa nawa. Conta um pouco do Ha ika et canta alguns trechos : 00 :05 :52.000 et 00 :08 :21.000
EC_Cashinahua_History
The session contains a collection of 20 texts on Cashinahua history.
JX_MT_Nixpu_pima
Joaquin Xuares tells a myth related to the feast of Nixpu pima. Manuel Tetxiana supplements his narrative. Texerino Kirino writes down what is being narrated. The group is later joined by Noeda Puricho.
EC_Cash_Taller_Scenes
The session consists of scenes from the workshop in which the different Cashinahua teachers discuss the phonemes of their language.
MP_Nawa_nukuniki
Nawa_Nukuni (16 :46.000) Marcelino conta onde viviam os caxinauás antigamente (no alto Envira), antes do contato com os ocidentais, e como eram : usando brincos de grandes conchas de caramujo. Diz também que como eram pacificos quando o governo/FUNAI entrou em contato com eles. Fala da dispersão do grupo, da época que sairam do alto Envira por terem matado Patrice e esposa. Fala também do encontro que fizeram com os marinauás no final dos anos 40.
EC_Lexicon_animals
The session consists of a pdf-document in Cashinahua with a Portuguese translation containing animal terms.
EC_Lexicon_general
The session consists of pdf-documents in Cashinahua with Portuguese translations.
EC_Cashinahua_Primer1
The session consists of two documents teaching Cashinahua orthography to pupils with Cashinahua as a first language.
MP_Pia
Pia (01 :00.000) Marcelino pega um bastão para mostrar se lutava antigamente com a borduna, com flecha (pia). Canta dois cantos de guerra : um quando estivesse dançando com sua esposa (00 :00 :25.000) e outro com o filho por estar triste sem saber de seu destino. (00 :00 :36.000) Filmado por Ph.E.
GT_Katxa_Nawa
Gregorio Torres writes down what he knows and remembers of the ritual of Katxa Nawa.
EC_Cashinahua_Workshop2010
The session consists of a document in Cashinahua for native speakers, especially bilingual teachers, to study linguistics.
MP_Huni_ainuma
Marcelino Piñedo aborda aqui o endocanibalismo. Quando um homem solteiro morria quem comia seu corpo era a sua família. Conta como preparavam o corpo do morto, como preparavam o rito mortuário. Depois de comerem a carne, ajuntavam os ossos e queimavam-no até ele ficar branco para em seguida ralá-lo e com o molho da caça trazida pelos homens, as mulhers preparavam um pirão misturando o pó do osso. Canta trechos dos cantos funèbres (00 :05 :30.000 ; 00 :06 :00.000 ; 00 :06 :50.000). Com um bastao, imita a dança dos homens, segurando suas flechas, alredor do caldeirao mortuário ( 00 :07 :32.000)
EC_Lexicon_body_parts
The session consists of a pdf-document in Cashinahua with a Portuguese translation containing terms for body parts.
Visit to the Museu de Arqueologia e Etnologia in São Paulo
The four teachers talk about the tools they are shown.
Family_activities
Cenas de atividades na praia, como a coleta de Marcelino de ‘ovos de tracajá’. Trata-se de uma ida ao roçado da praia para buscar mêlancia, por sinal vê-se uma grande sendo carregada por Marcelino. Sua filha Eda havia ido também para buscar algodão, que ela teceria mais tarde. Há alguns poucos diálogos espontâneos entre eles Há igualmente uma cena de volta à aldeia por uma varação. Vê-se nas imagens, Claudia e Berno, filhos de Eda. Jairo e sua esposa Aurora, e Marcelino
MP_Yuxin
Yuxin (03 :56.000) Transcrito Marcelino fala de como é um homem quando o yuxin dele é pepa ‘bom’. O Yuxin seria a personalidade do individuo. Fala ainda do yuxin do excremento e da urina que quando morre vira outros yuxins, normalmente de animais de caça (yuinaka dami). O yuxin ruim fiça na terra. Ele fala em geral do fim, do destino do yuxin de uma pessoa que morre.
MP_Masa_nawaki_nukumiski
The narrative is about Marcelino's contact to the non-indigenous people.